Google+ Followers

Total de visualizações de página

sexta-feira, 12 de maio de 2017

METEOROLOGIA PREVÊ REDUÇÃO DE CHUVAS A PARTIR DO DIA 15

VERÃO NA REGIÃO AMAZÔNICA TERÁ INÍCIO EFETIVO NO MÊS DE JUNHO, DIZ INMET

As chuvas devem começar a diminuir em todo o Pará, a partir de meados deste mês, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Desde o início do mês, no entanto, os paraenses, que passam por um inverno amazônico rigoroso desde o final do ano passado, começaram a usufruir de sol mais intenso e por períodos mais longos, o que marca o início do verão na região. 

A partir de agora, de acordo com a previsão do Inmet, os maiores picos de temperatura serão verificados nas regiões sul e sudeste do Estado, que entram agora em estiagem prolongada e onde os termômetros vão registrar níveis cada sempre maiores até alcançar 36 graus, com mínimas previstas para 25 graus. Já nas regiões nordeste, oeste e norte paraenses as temperaturas máximas devem ficar entre 32 e 34 graus e as mínimas entre 22 e 24 graus. 

Ainda segundo a previsão, as chuvas diminuirão ainda mais em junho abrindo de vez o verão amazônico. Segundo o coordenador do Inmet, o meteorologista Raimundo Abreu, de 15 de maio em diante, o clima estará mais seco com a diminuição do volume das chuvas, principalmente no sul e sudeste do Pará. “De 10 a 15, caem os índices pluviométricos nessas regiões, em especial Conceição do Araguaia, São Félix do Xingu e municípios adjacentes indo até Marabá e seguindo para baixo”, vativinou Abreu. 

O meteorologista acrescentou que nessas áreas já se apresentam o tempo seco e poucas chuvas. Algumas chuvas têm ocorrido, mas em áreas pontuais, e ainda podem continuar ocorrendo. “A tendência é ficar abaixo de 110 milímetros de chuvas e a seca entrar a partir de junho, voltando a chover somente em setembro deste ano. Então, entram em estiagem prolongada que se antecipou este mês”, explicou Abreu. 

Na Região Metropolitana de Belém e na região do Baixo Tocantins, ainda a partir de 15 deste mês, os índices devem superar os 200mm. Abreu disse que nos primeiros dez dias do mês de maio caíram 139 mm de chuvas, tendo ocorrido a maior delas no último dia 3, com 51.6mm. Isso quer dizer, segundo o especialistam, que já choveu 45% do previsto. 

O dia 7 foi o único de maio em que não choveu. A média histórica do mês é de 305.5mm e, em Belém, a estimativa é chover 15% acima dessa média. A previsão, portanto, é de que até o dia 15 o nível chegue a 200mm e depois as chuvas diminuam bastante, interpondo-se dias mais claros e mais ensolarados. Abreu explicou que a cobertura de nuvens vai diminuir bastante, tornando-se o céu parcialmente nublado e com chuvas a partir das 18h. As temperaturas terão máximas entre 32.5 e 34.5 graus e mínimas entre 22.5 e 24.5 graus na RMB.

Ainda hoje chove bastante na região da Transamazônica e oeste do Estado, incluindo Altamira, Monte Alegre, Óbidos e Santarém, onde os índices pluviométricos chegam a 200mm, assim como no litoral paraense - Salinópolis, Marudá, Marapanim e Soure -, onde ocorrem chuvas todos os dias, superando os 200mm. Também neste mês de maio, no Baixo Tocantins, em municípios como Cametá, Abaetetuba e Igarapé-Miri, e também em Breves, na parte sul da ilha do Marajó, os índices devem chegar a 300mm.

Fonte: ORM News

Nenhum comentário:

Postar um comentário