Google+ Followers

Total de visualizações de página

domingo, 9 de julho de 2017

Jovem de 16 anos foi assassinado a tiros em Itaituba.

A impunidade aumenta a violência e a aceitação dela pela sociedade

Era por volta das 21h50 deste sábado (8) quando o jovem de apenas dezesseis anos foi baleado na 26ª rua entre as travessas Lauro Sodré e João Pessoa do bairro Santo Antônio.

Com a chegada do socorro do SAMU foi constatado que a vítima já havia falecido. Segundo as primeiras informações homens em carro gol, de cor vermelha, teriam efetuado três disparos contra Ronaldo Souza.

Não se sabe qual a razão de tanta brutalidade contra um garoto franzino, esquelético. O que poderia ter feito para morrer dessa forma? Até agora o que sabe dele é que seria irmão de um ladrão que já deu muito problema para a sociedade de Itaituba e teria envolvimento com pequenos furtos.
Diante de tanta violência a sociedade perdeu a sensibilidade e reage com indiferença diante de algo tão grave. A pergunta que se ouve é, o que ele aprontou?  Ora, isso significa que a culpa de ser morto é sempre de quem é assassinado e não de quem matou?  E, para piorar, tudo caminha para um aumento da vingança.  A benevolência com o crime aumenta a sensação de impunidade e revolta o povo, aumentado a aceitação da vingança brutal contra àqueles que estariam praticando crimes impunimente.

Mas é ingenuidade imaginar que um assassino mata só quem comete algum crime ou que ele tenha escrúpulos e uma vida ilibada.Qualquer um que estiver no seu caminho também pode virar vítima.

Fonte:  Blog RPI

Nenhum comentário:

Postar um comentário