Google+ Followers

Total de visualizações de página

sábado, 15 de julho de 2017

Policial militar espancado e assaltado no 40 Horas recebe alta de hospital

 Divulgação/HMUE

Recebeu alta médica, na sexta-feira (14), o policial militar que foi agredido por assaltantes na noite de quinta-feira (13), no bairro do 40 Horas, em Ananindeua. O militar que não foi identificado, teve a arma roubada. Ferido ele foi conduzido para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), onde passou a noite em observação. O DIÁRIO solicitou informações à PM sobre o que aconteceu, de fato, com o militar e também informações sobre o estado de saúde dele, mas até o fechamento dessa edição nenhuma reposta nos foi dada.

Por telefone, na noite de quinta-feira (13), a assessoria da PM informou ao DOL que o militar teria tentado impedir um roubo ou assalto próximo onde estava. Não ficou esclarecido se a situação aconteceu na rua ou em algum estabelecimento comercial, por exemplo. Assim como ainda não está confirmado se a vítima do assalto também seria, desde o início, o próprio policial, uma vez que ele teve a arma roubada pelos suspeitos.A agressão, até então, não foi registrada oficialmente em nenhuma unidade policial. A reportagem também questionou a PM, por e-mail, sobre as investigações do caso. O DIÁRIO aguarda uma resposta.

ATAQUES

Com o caso do PM, no 40 horas, já são pelo menos 13 policiais feridos este ano no Pará, segundo os números da Associação dos Cabos e Soldados da PM e BM. No último dia 5 de julho, uma policial militar foi vítima de um atentado dentro de carro Uber na rotatória que fica na entrada do bairro do 40 horas, inclusive. Ela não ficou ferida.

(Denilson D'almeida/Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário