Google+ Followers

Total de visualizações de página

terça-feira, 4 de julho de 2017

URUARÁ: ESTELIONATÁRIO DEPOSITAVA ENVELOPE VAZIO PARA GERAR COMPROVANTE DE VALOR E ENGANAR VÍTIMA

Foto: Joabe Reis

A GU de Serviço da Polícia Militar apresentou na Delegacia de Polícia na noite de sábado, 01 de julho, um suspeito de aplicar vários golpes na cidade de Uruará, sudoeste do Pará. O indivíduo identificado pelo nome de Edmar Sena Moura, vulgo Mazinho, 30 anos, já tem passagens pela polícia por outros crimes, como roubo. Segundo informou a Polícia Civil, Edmar fez pelo menos 3 vítimas na cidade de Uruará com compra de motocicleta, ao negociar a compra Mazinho dizia para a vítima que havia depositado o dinheiro e apresentava um comprovante de depósito com o valor negociado, mas o dinheiro não cai na conta da vítima.

Segundo a polícia, o golpe consistia em fazer um depósito com envelope vazio para gerar um comprovante constando o valor negociado que era entregue a vítima. Para fazer o depósito o suspeito induzia a vítima a fornecer uma conta bancária para a efetivação do falso depósito.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, neste fim de semana uma vítima comunicou na delegacia que havia caído no golpe. Imediatamente a Polícia Civil solicitou o apoio da Polícia Militar e após rondas de buscas do suspeito o mesmo foi encontrado em via pública tentando vender a motocicleta da vítima. Edmar e o veículo foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos. A moto foi devolvida ao dono e Mazinho foi autuado em flagrante pelo crime de Estelionato, artigo 171. O mesmo está à disposição da justiça.

A Polícia Civil alertou sobre comprovantes de depósito em caixa eletrônico que só passam a valer após a confirmação do depósito realizada fisicamente por um funcionário do banco, no caso de venda de objeto ou veículo o objeto ou veículo só devem ser entregues após confirmação do depósito. 

Por: Joabe Reis  

Fonte: Gazeta Uruará

Nenhum comentário:

Postar um comentário